Fundado em 20 de Outubro de 2008, na cidade de Vila Velha-ES, somos um grupo de amigos/protetores dos animais, que os amam de forma incondicional e, nos preocupamos com a preservação de suas vidas.


Sem fins lucrativos, trabalhamos voluntariamente na elaboração de eventos beneficentes e na sensibilização do ser humano em prol dos animais.

Não possuímos abrigo, nem fazemos resgates, apenas apoiamos e divulgamos protetores independetes e entidades voltadas para essa questão.



sexta-feira, 12 de junho de 2009

CURIOSIDADE: Por que os gatos têm medo de banho?

Se você vive bolando estratégias para conseguir que o seu gato de estimação não fuja de medo na hora do banho, certamente vai descobrir o desafio de enfrentar uma hreança milenar da linhagem genética dos gatos domésticos.

É que a aversão que os bichanos têm da água se deve a sua origem na trajetória de evolução dos felinos. Segundo o professor-doutor Luciano Mendes Castanho, da Faculdade de Ciências Biológicas PUC-SP, os gatos domésticos que conhecemos hoje são descendentes de uma espécie de gatos selvagens que vivem numa região conhecida como Crescente Fértil, entre o leste do Mediterrâneo e o Iraque.

Foi nessa região que começou o processo de domesticação desses animais, há 10 mil anos, numa época em que começava o desenvolvimento da agricultura e a estocagem de grãos. Esse armazenamento atraía ratos, que, por sua vez, atraíam gatos selvagens que queriam caçá-los. "Com isso, os seres humanos perceberam que era bom ter os gatos por perto e passaram a tolerar sua presença", diz Castanho.

Com o passar do tempo, essa espécie de gatos selvagens foi perdendo algumas características e mantendo outras, o que deu origem ao gato doméstico que conhecemos. A espécie deixou de se feroz, por exemplo. No entanto, manteve outros traços como a adaptação para caçar presas em terra e nas árvores, mas não na água. "Essas características foram herdadas pelo gato doméstico, que já nasce com medo da água", afirma o professor.

Embora conheça a origem desse hábito dos gatos, a ciência ainda não sabe o que está por trás dele. Por isso, de acordo com Castanho, não se sabe ao certo que essa aversão é, por exemplo, por medo de se afogar ou de sentir frio. A "fuga do banho" não é uma regra entre os felinos. Há casos como o da onça pintada, que nada muito bem e faz isso freqüentemente para caçar animais aquáticos, como cágados, jacarés e serpentes.

Fonte: Terra


Nenhum comentário: