Fundado em 20 de Outubro de 2008, na cidade de Vila Velha-ES, somos um grupo de amigos/protetores dos animais, que os amam de forma incondicional e, nos preocupamos com a preservação de suas vidas.


Sem fins lucrativos, trabalhamos voluntariamente na elaboração de eventos beneficentes e na sensibilização do ser humano em prol dos animais.

Não possuímos abrigo, nem fazemos resgates, apenas apoiamos e divulgamos protetores independetes e entidades voltadas para essa questão.



quinta-feira, 16 de abril de 2009

Animal NEWS


Produto injetável substitui a castração cirúrgica de cães machos

Produto injetável substitui a castração cirúrgica e esteriliza os cães machos com eficiência


A castração cirúrgica não é mais a única alternativa para o controle da população de cães machos. Está chegando ao mercado Infertile, um método humanitário, eficaz e permanente de esterilização, de baixo custo e inédito no Brasil.

Infertile foi desenvolvido no país, e agora é comercializado pelo Centro de Planejamento de Natalidade Animal (CPNA), instituição com sede em São Paulo focada na realização de campanhas de esterilização e vacinação de pequenos animais. Infertile é à base de zinco, injetável e somente indicada para cães machos. O produto proporciona menos riscos aos animais e representa um método de esterilização química permanente, a partir da aplicação intratesticular (uma dose em cada testículo).

Estimativas de órgãos envolvidos com cuidados animais indicam que apenas 10% dos cães sem dono sob cuidados de ONGs e dos Centros de Controle de Zoonoses (CCZ) são adotados.

Além disso, estimativas apontam que é preciso esterilizar 70% dessa população canina de rua para controlar o seu crescimento desordenado.

“Infertile é a resposta do CPNA para o controle da superpopulação de cães machos abandonados e sem dono, um problema de saúde pública de enormes proporções”, resume Debbie Hirst, fundadora do Centro de Planejamento de Natalidade Animal.

Testes feitos com grupos de cães comprovam que Infertile apresenta 99,6% de eficácia com a aplicação de duas doses. Além de proporcionar resultados seguros, o produto custa menos de 20% do valor médio cobrado pela castração cirúrgica. Sem contar que é um método muito menos invasivo e menos arriscado para o cão.

Os estudos conduzidos para a viabilização de Infertile no Brasil demandaram seis anos de pesquisa e o CPNA fará também o anúncio do início do desenvolvimento de um produto similar para fêmeas.

“Estamos apresentando Infertile como uma alternativa à esterilização cirúrgica, entendendo que a reprodução descontrolada é um problema mundial, somente controlada até o momento com a castração cirúrgica e o sacrifício”, explica Maria José Simões de Freitas, médica veterinária e Diretora do CPNA.

“A redução da superpopulação de cães abandonados, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), também é um eficiente agente de auxilio e facilitador ao combate da raiva e de outras zoonoses, além de representar menos investimentos dos municípios em saúde pública”, acrescenta a Diretora.

O Infertile também é indicado para os donos de cães machos que desejam controlar a reprodução e não se sentem à vontade para autorizar a castração cirúrgica de seus animais, procedimento que exige anestesia geral e ambiente controlado, e consta da retirada dos testículos.

Editoria: Vininha F. Carvalho
____________________________________________________________________

Leishmaniose: Teste rápido para será lançado em 2009

Resultado em cinco minutos

O teste rápido para diagnóstico da leishmaniose, desenvolvido pelo Instituto Bio-Manguinhos, tem previsão de lançamento para este ano. Os estudos com o kit foram iniciados em setembro de 2008, em Campo Grande (MS). Técnicos do Bio-Manguinhos foram enviados à região, onde tiveram apoio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para acompanhar a pesquisa.

Segundo os técnicos, a previsão é que até o final do primeiro semestre de 2009 o estudo seja finalizado e os dados analisados e disponibilizados. O teste determina na hora se o animal está ou não com leishmaniose. Nos casos positivos é feita coleta de sangue, logo após a testagem, e levada ao laboratório para a contra-prova. Nessa etapa, o diagnóstico é obtido em cinco minutos. Nos testes convencionais, o resultado só é emitido em quatro dias.

Kit de testagem rápida

Entre as vantagens do kit destacam-se: precisão e simplicidade (facilidade para interpretação dos dados coletados); maior sensibilidade do que os testes convencionais (10 a 50 vezes maior que o ensaio de cromatografia de fluxo lateral); é específico para leishmaniose (com uma plataforma de dois caminhos); adapta-se a diferentes tipos de fluidos biológicos (sangue, soro ou plasma). Além disso, uma gota de sangue do animal é suficiente para um diagnóstico eficaz no próprio local da coleta.

"Com sistema baseado nos testes rápidos de HIV, a testagem pode ser realizada em regiões remotas, onde não há condições de implantação de um laboratório, beneficiando populações que não teriam como realizar outros testes de diagnósticos", completa Pedro Paulo Ribeiro.

____________________________________________________________________

Cães e gatos precisam de "manicute", dizem veterinários.

LEANDRO NOMURA
da Revista da Folha

Pequenas, delicadas e escondidas no meio dos pelos, as unhas de cães e gatos, às vezes, passam despercebidas da rotina de cuidados.

De acordo com a veterinária Tatiana Pelucio, coordenadora para assuntos profissionais do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo, os cuidados são fundamentais para a saúde dos animais. "As unhas dos cães, se muito compridas, podem levar a problemas de locomoção e até de crescimento, no caso dos filhotes."

No caso dos cães, a atenção deve começar pelo corte. "Os que vivem em quintais e que passeiam diariamente têm contato com pisos ásperos e apresentam um desgaste natural das unhas. Já os que vivem em apartamentos e no interior de casas têm contato apenas com pisos lisos. As unhas não se desgastam e devem ser cortadas com frequência", explica Tatiana, que enfatiza que o aparo deve ser feito somente por pessoas com prática.

Mirela Tinucci Costa, professora de medicina veterinária da Unesp de Jaboticabal, não vê exageros no cuidado.

"Quem não tem experiência pode cortar errado. As unhas dos cães têm uma parte viva no meio, que, se cortada, sangra e causa muita dor ao animal. Alguns cães têm a unha escura, e quem não tem experiência perde a referência do comprimento correto."

No caso dos gatos, o corte das unhas não é indicado, pois eles as utilizam para se fixarem. Para poupar os móveis e os proprietários dos arranhões, é indicado apenas que as unhas sejam lixadas nas pontas.

Esmaltes e capas

Enquanto alguns donos se esquecem dos cuidados das unhas dos cães e dos gatos, outros vão ao outro extremo e chegam a pintá-las com esmalte, no caso dos cães, e a cobri-las com capinhas, nos gatos.

"As pessoas têm um animal e querem transformá-lo em bonecos. O benefício é zero e, se usados com constância, pode prejudicar a saúde dos bichos, pois não deixam a unha respirar", alerta Mirela.

______________________________________________________________

Gato pede esmola com cartaz: "PRECISO DE DINHEIRO PARA COMPRAR PEIXE"

Gato foi flagrado pedindo esmola em uma cidade da Belarus.
Proprietária do felino fica nas proximidades só observando.

Gato pede esmola em uma cidade da Belarus. Animal permanece no local com um cartaz, que diz: 'preciso de dinheiro para comprar peixe'. Felino não abandona seu lugar e protege o dinheiro apenas com o olhar. A proprietária do gato fica nas proximidades.

Segundo o site englishrussia.com, a mulher disse que tinha salvo o gato, mas, como já contava com outros animais de estimação, não poderia alimentar todos eles. Por isso, ela decidiu levá-lo junto para pedir esmola na cidade.

______________________________________________________________

Canadá autoriza caça de 280 mil focas

Ministra da Pesca diz que caça é fonte de renda de comuni

dades isoladas.

Índice é superior à cota estabelecida em 2008 e 2007.

France Presse

O Canadá autorizou este ano a caça de 280 mil focas em sua costa atlântica, anunciou nesta sexta-feira (20) a ministra da Pesca, Gail Sheal. "O TAC (Captura Total Admissível) de focas na Groenlândia foi fixado em 280 mil para 2009, sobre um total de 5,5 milhões de animais", destacou a ministra em um comunicado.


O número é superior à cota estabelecida em 2008 (275 mil) e 2007 (270 mil), mas muito inferior a de 2006, que foi de 335 mil animais.

"A caça de focas é uma importa

nte fonte de renda para várias comunidades isoladas do Canadá, em Quebec e no norte", declarou a ministra Shea.

Vamos acabar com essa crueldade. Assine a petição, basta clicar aqui.

____________________________________________________________________

Vende-se vidas!

- O tráfico de animais é o t erceiro maior comércio ilegal do mundo, atrás de drogas e armas, movimentando cerca de U$ 10 bilhões, por ano. No Brasil, a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas, www.renctas.org.br) calcula que são retirados da nature za 38 milhões de espécimes para serem traficadas, anualmente .

- Entre nós, o tráfico de animais é um processo antigo, historicamente iniciado com a chegada dos portugueses ao Brasil. Nos primeiros 30 anos da colonização, antes mesmo do ouro, os navios carregavam daqui, em média, 3 mil peles de onças e 600 papagaios para a Europa.


- A crueldade do tráfico impressiona. Para cada dez animais traficados, apenas um chega ao seu destino final. Os outros nove morrem durante a captura, ou durante o transporte, além dos maus tratos que evidenciam a insensibilidade dos traficantes e compradores. É o caso das injeções de anestesia e para a produção de cegueira em aves, por exemplo, par

a evitar que elas cantem durante o trajeto e assim denunciem o ilícito.

Alô Marketing Bradesco assinou:

Do Alô Marketing do Bradesco: "O Bradesco não patrocina há algu ns anos qualquer evento que represente crueldade com os animais, inclusive os rodeios."
__________________________________________________________________

Quantas moedas fazem um bichinho

A agência DM9DDB fez uma campanha genial para a organização WWF. São cartazes magnéticos, com marcações para as moedas de 5, 10, 25, 50 centavos e 1 real. As pessoas vão colando as moedas no cartaz, e a imagem de um animal aparece. Cada cartaz pode arrecadar de R$ 270 a R$ 490. Eles estão instalados em cinemas, shoppings e academias de S ão Paulo."

____________________________________________________________________

(Para melhor visualização, clique na imagem)

Nenhum comentário: